Ladrões roubam armas de coronel veterano após invadir casa em BH

Alguns ladrões invadiram uma casa de um coronel veterano da Polícia Militar, localizada no bairro Belvedere, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, e levaram cinco armas. O crime ocorreu na noite do último sábado (24), no decorrer das festividades de Natal. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o policial e os filhos deixaram a casa por volta das 12h30.

Quando voltaram, por volta de 21h, eles encontraram o portão da garagem, assim como a porta dos fundos totalmente arrombados.  Em seguida, os criminosos chegaram ao closet do coronel, onde ele tinha duas carabinas, um revólver e duas pistolas.  Além disso, os bandidos furtaram três notebooks, três relógios de alto valor e duas jaquetas de marca.

Por fim, a Polícia Civil (PC) comunicou que uma equipe de perícia foi até a residência e coletou vestígios para colaborar nas investigações. Até o momento, os suspeitos sequer foram localizados e ninguém foi preso.

Policial civil é atingido com disparo na cabeça em BH

Um agente da Polícia Civil foi atingido por um tiro na cabeça, na última quarta-feira (21), no bairro Cabana do Pai Tomás, localizado na Região Oeste de Belo Horizonte, em Minas Gerais. De acordo com informações preliminares, o investigador Arthur de Oliveira Vasconcelos, de 41 anos, entrou dentro de uma briga de bar.

A Polícia Civil (PC), porém, ainda não publicou os detalhes da ocorrência. A instituição garantiu que as apurações a respeito do fato devem ficar a cargo do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Dessa maneira, por volta de 13h, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) confirmou que o suspeito do disparo foi capturado de uma conhecida dele, porém a arma não foi identificada. O suspeito foi identificado como Jonathan Allan Robert de Souza, de 29 anos. Conforme a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), ele acumula duas passagens pelo sistema prisional.

PM aposentado é condenado a mais de duas décadas de prisão

Um policial militar aposentado recebeu 26 anos e 8 meses de prisão referente a uma condenação, decretada na cidade de Belo Horizonte (MG), por executar a ex-mulher. O julgamento terminou no último sábado (28). O casal teve um relacionamento amoroso por cerca 32 anos.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), “ocorreram diversas e constantes agressões físicas e psicológicas contra a mulher“. Além disso, o assassinato aconteceu devido a motivo torpe, ou seja, estimulado pois a mulher desejava romper o relacionamento afetivo mantido por eles.

No mais, o MPMG também denunciou o homem por ele ter cometido o crime referente a recurso que dificultou a defesa da vítima, visto que ela foi surpreendida, no interior de sua residência, sem qualquer instrumento que pudesse utilizar para se defender. O crime ocorreu em outubro do ano passado, no bairro Boa Vista, Região Leste da capital mineira.

Após mais de 16 horas de julgamento no 1º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, o policial militar aposentado foi condenado por homicídio triplamente qualificado. Agora ele irá cumprir pena em regime inicialmente fechado e teve negado o direito de recorrer da decisão em liberdade.

Carreta deixa pista e fica pendurada em BH

Na última segunda-feira (28), uma carreta ficou tombada na lateral do trecho da BR-040, após um acidente na altura do km 532, no bairro Califórnia, situado na Região Noroeste de Belo Horizonte, sentido Sete Lagoas, em Minas Gerais. Na ocasião, o veículo estava vazio e nenhuma pessoa ficou ferida.

Nesse sentido, equipes da Via 040, que gera a rodovia no trecho, paralisaram a pista nos dois sentidos e atuaram no local para retirar o veículo do local. A carreta ainda ameaçou atingir cinco casas próximas. No mais, quinze moradores precisaram ser removidos para o resgate. Posteriormente, no começo da tarde a pista foi liberada.

Mulher rejeita comida e marido a agride com prego na cabeça

Um novo caso de violência contra a mulher foi notificado no Brasil. Desta vez, uma mulher, de 56 anos, foi agredida pelo companheiro na noite desta segunda-feira (28), por um motivo fútil: desrespeito a opinião pessoal da vítima. O caso aconteceu no bairro Vista Alegre, na Região Oeste de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

De modo geral, a agressão ocorreu após um bate boca que começou devido a mulher ter desaprovado o jantar feito pelo companheiro, que tem 57 anos, de acordo com informações da Polícia Militar do estado ao g1. Eles iriam comer arroz com macarrão.

Por essa razão, o homem se irritou e deixou a comida na porta de casa, ainda conforme a publicação. Insatisfeita com a atitude do suspeito, ela afirmou que ele precisava remover a refeição do local visto que atrairia ratos.

No momento em que ela se virou, o homem a agrediu pelas costas com um pedaço de madeira que possuía um prego e acabou atingido a cabeça. No entanto, a mulher só notou o objeto firmado na região ao levar a mão diretamente no local do ferimento.

Em seguida, a mulher foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Oeste, porém precisou ser levada ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII para realizar uma tomografia e remover o prego. Os dois foram encaminhados, posteriormente, a uma delegacia para esclarecer os fatos do caso.

Homem tenta fugir de morte por fogo, mas morre por queda

Um homem, de 47 anos, morreu depois de sofrer uma queda do 3º andar de um prédio para escapar de um incêndio. na manhã do último sábado (19), no município de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Na oportunidade, o vigilante do edifício foi convocado por moradores que perceberam fumaça no imóvel.

Após a porta ser arrombada, a alta temperatura não possibilitou o acesso ao espaço. Em seguida, com a ajuda de vizinhos, o funcionário buscou apagar o fogo com o auxílio de extintores do próprio prédio. No entanto, as chamas e a fumaça já tinham se disseminado pelo apartamento.

Devido a medida de segurança, vigilante e moradores que tentavam ajudar buscaram sair do local. Conforme informações do boletim de ocorrência, eles notaram que o morador Arlen Francisco da Costa “estava debruçado do lado de fora do apartamento, indicando a intenção de pular”.

Por fim, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para socorrer a vítima, porém ela morreu no local. O Corpo de Bombeiros também foi chamado para apagar as chamas. Agora, a Polícia Civil de Betim vai analisar o caso.

Corpo queimado é encontrado em BH

Na manhã da última terça-feira (15), um corpo carbonizado foi encontrado já em avançado estado de decomposição pela Polícia Militar. O caso foi registrado na Avenida Tereza Cristina, no bairro Calafate, localizado na Região Oeste de Belo Horizonte.

De acordo com informações da Polícia Militar de Minas Gerais (PM-MG), “o corpo fora carbonizado, provavelmente, há alguns dias”. Além dessa corporação, a Polícia Civil também foi acionada para a realização da perícia, bem como da remoção do corpo para o Instituto Médico Legal (IML) da capital.

Por fim, de acordo com a perícia, a princípio, não foram constatados sinais de violência no corpo ou indício de crime no local.

BH: Bolsonaristas realizam ato com motivações golpistas

A Avenida Raja Gabaglia, localizada no bairro Gutierrez, na Região Oeste de Belo Horizonte, em Minas Gerais, ficou interditada por apoiadores radicais do presidente Jair Bolsonaro (PL) na última terça-feira (15), feriado de Proclamação da República. Os manifestantes estão na via em frente à sede do Comando da 4ª Região Militar do Exército desde o dia 31 de outubro.

Por recusa a aceitação do resultado das urnas, eles têm levantado faixas e placas para, de forma pública, defender abertamente um golpe e pedir a intervenção militar no governo, o que é considerado uma afronta à Constituição do Brasil e à democracia.

Dessa maneira, de acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), o trânsito na avenida esteve fechado nos dois sentidos por volta das 18h30 até boa parte da noite. O ato também chegou a ter o atendimento e acompanhamento de equipes da Polícia Militar (PM).

Motoqueiro fica gravemente ferido em batida em BH

Um acidente marcou as primeiras horas desta segunda-feira (14), no bairro Lourdes, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Na ocasião, um motoqueiro ficou gravemente ferido após chocar em um carro no cruzamento da Avenida Bias Fortes com a Rua Curitiba, durante esta madrugada.

De acordo com informações do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), o piloto da moto estava com ferimentos graves e admitiu ter avançado o sinal vermelho. Por causa dos ferimentos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado como forma de socorrer a vítima.

Posteriormente, ela foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, onde recebeu os atendimentos devidos. Ainda não há novas informações sobre o estado de saúde dela.

Casal para em viaduto após acidente

Na manhã deste sábado (12), dois jovens de 19 e 20 anos foram levados para o Hospital João XXIII. Isso porque eles foram arremessados de uma moto em um acidente originado no Anel Rodoviário, na altura do bairro São Gabriel, na Região Nordeste de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Conforme informações da BHTrans, a moto derrapou na pista e bateu com um caminhão. Logo, a dupla foi arremessada no vão do viaduto Otto Lara Resende, onde teve como destino a Avenida Cristiano Machado. Em seguida, duas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a ocorrência.

Para isso, três faixas da Avenida Cristiano Machado ficaram interditadas, o que causou congestionamento no trânsito. Nesse sentido, os dois foram encaminhados ao hospital e o estado de saúde deles não foi divulgado até o momento.