Após expor armas, jovens são presos

Pelo menos três jovens foram presos, no último domingo (23), por portar de forma ilegal armas, além de exercer o tráfico de drogas, no bairro Ipê, em Governador Valadares (MG). Acima de tudo, a polícia prendeu o grupo após receber denúncias de que eles estavam expondo revólveres na laje de uma casa da comunidade.

Com o nome “Êxodo”, a operação da Polícia Militar abrangeu várias equipes policiais que cercaram o imóvel de modo a repreender qualquer tentativa de fuga dos suspeitos durante a abordagem. Com 20 anos, dois jovens, e um de 21, foram detidos no local.

No decorrer das buscas pela casa, os militares capturaram uma pistola calibre 380, um revólver calibre 32, bem como um carregador de arma de fogo e munição. Cerca de 12 pedras de crack foram apreendidos. Outros materiais usados para refinar cocaína também foram recolhidos.

Além dos suspeitos, todo o material apreendido foi encaminhado para a delegacia de Governador Valadares.

Busto de Aleijadinho e prédios do centro histórico recebem ato de vandalismo durante a madrugada

Um grupo de jovens causou prejuízos em vários monumentos e prédios históricos no centro histórico de São João del Rei, na noite da última quinta-feira (18). O busto do artista barroco Aleijadinho, por exemplo, foi escalado, no Largo Tamandaré. Câmeras de segurança ainda registraram pichações em prédios antigos próximos à Prefeitura Municipal.

De acordo com o secretário de Cultura, Marcus Froís, frisou ser maléfico as atitudes das pessoas sobre os patrimônios da cidade. “Eu acho isso péssimo”, enfatizou o gestor, em entrevista ao site Mais Vertentes.

Nas redes sociais, vídeos circularam e exibiram quatro jovens, aparentemente do sexo masculino, no Largo Tamandaré, próximo ao Museu Regional, aplicando movimentos de escalada e, em seguida, arrancando o busto do escultor mineiro Aleijadinho.

Além disso, fotos e imagens de câmeras de segurança do centro histórico também constataram, na mesma noite, em outro local da cidade, um grupo de jovens, com aparência de ser dois homens e duas mulheres, que escalaram e picharam um prédio público (antigo Banco do Brasil) na esquina da R. Ministro Gabriel Passos com a Avenida Tiradentes, próximo a Câmara Municipal e a Prefeitura.

Operação Coringa averigua tráfico de drogas por grupo em São João del-Rei

A cidade de São João del-Rei teve seis mandados de busca e apreensão realizados na última segunda-feira (30). Na ocasião, dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia. Além disso, a ação policial confiscou celulares, porções de maconha e R$ 600 em dinheiro.

O caso está envolvido na operação Coringa, realizada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em várias cidades do estado mineiro. Outros municípios como Juiz de Fora, Viçosa, Belo Horizonte, Lavras, Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco, Congonhas, Mariana, Janaúba e Ubá também foram contemplados pela missão de investigar um grupo que estaria efetuando tráfico de drogas sintéticas, haxixe, skunk e maconha.

https://twitter.com/pcmgoficial/status/1531703481177866240

A cidade de Juiz de Fora, por exemplo, com população estimada em 277.532 pessoas, segundo o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), teve o embargo de uma porcentagem representativa de haxixe e skunk. Já em Viçosa, 65 barras de maconha foram identificadas, além de drogas sintéticas e balança de precisão.

Há alguns meses, a PCMG realiza uma investigação que conta com a participação de 20 policiais civis e cinco viaturas. Dessa forma, a ação busca impedir o tráfico ilícito de drogas que está acontecendo tanto na cidade de São João del-Rei quanto na região de Minas Gerais.