terça-feira, junho 28, 2022

Minas Gerais registra 4ª morte por raiva humana, além de seis casos suspeitos da doença

O estado de Minas Gerais confirmou a morte de número quatro por raiva humana, assim como o sexto caso proveniente da doença em estado de investigação. Os dados forma relatados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta sexta-feira (17).

A vítima mais recente é uma menina indígena de 4 anos, residente de Bertópolis, no Vale do Jequitinhonha. Ela chegou a ser transferida para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, após apresentar sintomas neurológicos da doenças, porém sequer resistiu e morreu no dia 28 de maio.

Já no último dia 10 de junho (sexta-feira), ficou contestado que a garota estava com raiva humana. Pertencente à tribo Maxakali, ela apresentava quadro de encefalite viral – enfermidade correspondente a uma infecção do sistema nervos que afeta o cérebro.

Ainda de acordo com a SES, a paciente não apresentava sinais de mordedura ou arranhadura por morcego. Existe ainda um caso suspeito que foi afastado e um caso suspeito em processo de investigação. Acima de tudo, todos os casos confirmados pertenciam a crianças ou adolescentes da zona rural de Bertópolis.

O primeiro é de um paciente de 12 anos, do sexo masculino, que morreu no começo de abril. O segundo pertence a uma adolescente, também de 12, atestado em 19 de abril. Conforme a SES-MG, os casos têm relação com mordidas pelo mesmo morcego.

Já o terceiro caso foi evidenciado em 26 de abril deste ano, após os exames mostraram que um menino, de 5 anos, ter falecida em função da enfermidade. De acordo com o Governo de Minas Gerais, a criança não mostrava sinais de mordedura por morcego.

Um adolescente de 17 anos, morador de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, é mais um caso em investigação pela doença, isto é, o sexto. Este caso foi notificado no último dia 13 de junho. Para prevenir novos óbitos, o estado acatou a medidas emergenciais, como a vacinação imediata de mais de 2 mil pessoas e animais da região.

LEIA TAMBÉM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais Populares