terça-feira, junho 28, 2022

Massagista de BH é acusado por importunação sexual

Um massagista de 52 anos de idade foi acusado pela Polícia Civil de Minas Gerais de cometer importunação sexual contra três mulheres em Belo Horizonte, em Minas Gerais. Apesar das denúncias terem sido efetuadas em maio deste ano, os crimes aconteceram em 2020.

Quem tem conduzido as investigações é a Delegacia Especializada em Investigação à Violência Sexual. Responsável pelo caso, a delegada Cristiane Angelini ressaltou que o indiciamento não sofreu qualquer tipo de impedimento ainda que os fatos tenham acontecido há dois anos.

“Mesmo com fatos acontecidos há dois anos, foi possível produzir provas suficientes para o indiciamento do suspeito. Importante lembrar que o crime de importunação sexual foi incluído no Código Penal em 2018, portanto, para fatos anteriores a 2018, aplica-se a lei de contravenção penal”, explicou a Delegada.

Em 2020, quando as ocorrências foram denunciadas, a advogada das vítimas, Thalita Arcanjo, comentou que o homem tirava proveito das sessões de massagens para bolinar as partes íntimas das vítimas. Ainda segundo ela, o homem prometia curas e relatava ser “conhecedor do corpo humano”.

Um dos procedimentos utilizados pelo homem dava como promessa o levantamento do bumbum. A intervenção dele ainda causava toques agressivos e dores nas mulheres. Acima de tudo, o suspeito vai responder pelo crime em estado de liberdade.

LEIA TAMBÉM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais Populares