segunda-feira, agosto 15, 2022

Minas Gerais confirma primeiro caso de varíola dos macacos oriundo da Europa

O caso inicial de varíola dos macacos acabou confirmado, na última quarta-feira (29), no estado de Minas Gerais. O diagnóstico ficou evidente em um homem de 33 anos de idade, o qual chegou da Europa no último dia 26 de junho deste ano. O paciente está estável e segue em isolamento domiciliar em Belo Horizonte.

Notificado em Belo Horizonte na última terça-feira (28), o caso teve a presença do vírus da doença confirmado pelo Ministério da Saúde ontem. Nesse sentido, a apuração diagnosticou que é um caso importado. Acima de tudo, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) avalia as pessoas que possuíram contato com o paciente, porém, até o momento, não houve identificação de nenhum outro episódio referente.

Outros três casos estão em investigação por parte do estado mineiro. Os moradores residem nos seguintes municípios: Varginha, Pará de Minas e Juiz de Fora. A comprovação de transmissão local da varíola dos macacos no Brasil já existe, porém nenhum deles embarcou rumo ao exterior.

Conforme o Ministério da Saúde, outros 21 casos foram detectados oficialmente no país. Minas Gerais é o quarto estado com pacientes com a varíola dos macacos, cujo qual já havia sido detectado em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Sete suspeitas da doença já foram descartadas pela SES-MG no estado. Antes de mais nada, três de Belo Horizonte, dois de Ituiutaba, um de Ribeirão das Neves e um de Ouro Preto. A variação ‘monkeypox’ é menos nociva à saúde e é causada por um vírus da mesma família da varíola humana. Já os sintomas, geralmente, são leves e duram aproximadamente três semanas.

LEIA TAMBÉM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais Populares