terça-feira, junho 28, 2022

Novo acidente em município de Minas Gerais mata duas pessoas, após cinco meses

Na noite do último sábado (18), duas pessoas morreram em Capitólio (MG). Na ocasião, uma embarcação virou em função da quantidade de pessoas no passeio de barco no município mineiro. O acidente é o segundo neste ano, visto que, em janeiro, 10 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas depois da queda de algumas rochas de um cânion em quatro lanchas.

A fatalidade atual teve uma lancha que, estava com 14 passageiros, apresentando falhas mecânicas. Os condutores chegaram a pedir socorro a outra embarcação para salvar os passageiros, isto é, uma chalana com 10 passageiros. Em síntese, o acidente aconteceu na região da Cachoeirinha, no Lago de Furnas, em Capitólio.

A Associação Pública dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) divulgou, por meio de nota oficial, nas redes sociais, a informação de que o barco de pequeno porte não aguentou o peso das pessoas presentes internamente.

“Uma chalana com outros dez passageiros foi ao encontro da lancha à deriva e, no momento do transbordo dos passageiros, a chalana não suportou o peso e virou”, informou a Ameg.

Por causa da mudança de rumo, dois passageiros – um homem de Guarulhos (SP) e uma mulher de Paranaguaçu (MG) -, caíram para debaixo da embarcação e não conseguiram sair da situação, cuja qual acabaram se afogando.

“Imediatamente após ciência do acidente, o prefeito de Capitólio, juntamente com integrantes da Secretaria Municipal de Saúde do Município deslocaram para o local da ocorrência, onde prestaram auxílio às vítimas e acompanharam os trabalhos do SAMU, Marinha do Brasil e da Perícia Técnica da Polícia Civil”, alegou a Ameg.

Conforme a associação, os marinheiros tentaram reanimar ambos, até a chegada do SAMU, que atestou os óbitos. As outras vítimas sofreram somente escoriações. De acordo com o prefeito de Capitólio, Cristiano Silva (PP), lamentou a tragédia.

“Nosso respeito às famílias enlutadas neste acidente. Temos trabalhado constantemente para aumentar a segurança na região. Todas as embarcações são obrigadas a fornecer coletes salva-vidas em número suficiente para todos os passageiros e tripulação”, pontuou.

LEIA TAMBÉM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais Populares